A máquina

16 Flares Twitter 1 Facebook 15 Google+ 0 Email -- 16 Flares ×

Porque que a gente só para quando o corpo nos faz parar? Um dia desses, estive deitada o dia inteiro, assisti pelo menos uns quatro filmes diferentes, e não fiz nada além de dormir, acordar, comer e conversar com a minha família. Foi um dia maravilhoso. Pena que ele só aconteceu porque fui acometida por uma amigdalite e seus sintomas: dor de garganta, dor no corpo, febre… É impressionante como o corpo funciona como uma máquina. Você vai usando, vai atingindo os limites, vai testando a potencialidade e se não parar pra recarregar, ela pifa. Para mesmo, sem nem te perguntar se pode.corpo

Isso sem contar o fator emocional. E esse é ainda mais pesado. Basta estar nervosa, ansiosa, preocupada ou passar por um estresse emocional que é batata: lá vem doença. Por isso, eu acho que devemos levar a vida de forma leve. Tudo já é tão complicado, cheio de escolhas e decisões que se não soubermos dosar daremos energia para as doenças.

Percebo que cada vez mais estamos doentes. Parece que estamos a todo tempo somatizando o que acontece, nossos sentimentos, medos, raivas etc. O corpo responde às nossas emoções e experiências. E assim como uma máquina ele precisa dos seus momentos de descanso.

Toda máquina tem um limite. Tem períodos de manutenção, tem um funcionamento próprio que é preciso observar. E nosso corpo é a máquina mais perfeita que existe. E ainda que muitas vezes cuidemos da aparência desse aparelho, quase sempre nos esquecemos da manutenção interna. Que é ainda mais importante para manter a boa aparência dela.

E só fazemos isso descarregando o emocional, pondo para fora as angústias, resolvendo os problemas, relaxando a cabeça. Cada um tem seu jeito de fazer isso. Esportes, terapia, academia, dançar, sair com os amigos, viajar, música, cinema… É preciso achar um hobby e dar tempo na vida para realizá-lo. É assim que esse descanso acontece e que podemos obter dessa máquina o melhor rendimento.

Quando eu percebo os sinais do meu corpo de que eu estou exigindo demais dele, eu tento me dar ao luxo de relaxar. Dormir mais pouco, escutar uma música sem pensar em mais nada, conversar com as pessoas que eu gosto. No meu caso, mais do que descansar o corpo, eu preciso desligar os pensamentos e descansar a mente…

Quantas pessoas passam a vida dizendo “eu adoraria fazer tal coisa, mas eu não tenho tempo. Minha é vida é muito corrida, eu não posso parar.” Mas mais uma vez: se você não parar porque quer, uma hora seu corpo para por você. E geralmente quando isso acontece, não é da melhor maneira.

Temos que manter nossa máquina em seu melhor rendimento. E quanto mais relaxado e em paz nós estamos, mais produzimos e devolvemos aos outros essa tranquilidade. A nossa máquina só funciona bem se estiver em equilíbrio por dentro e por fora.

E assim como nas máquinas, aquelas que mais agradam são as mais simples de serem utilizadas, as que não precisam de cursos e artimanhas para usar. E quanto mais simples, mais fácil chegar ao objetivo.

Sejamos leves. Nós temos a melhor máquina do mundo. Não deixemos de lado a necessidade de manutenção e aperfeiçoamento dela, porque essa máquina é única pra cada um e não haverá reposições em caso de perda.

 

3 ideias sobre “A máquina

  1. Muitos escritores dizem que a produtividade e os resultados vêm quando se tem o equilíbrio, e não quando se mata de trabalhar… 🙂 Parece meio contraditório, mas vale a pena testar!

Deixe uma resposta