Isso é inaceitável!!

54 Flares Twitter 1 Facebook 53 Google+ 0 Email -- 54 Flares ×

perfeito

Eu tenho um problema chato que eu estou tentando resolver. Eu sou muito crítica com todo mundo, comigo mesma, com tudo. Minha mãe sempre me dizia que defeitos todo mundo tem e que a gente só precisa saber quais são aqueles que não conseguimos lidar. O resto é negociável. 

Acho essa teoria dela até bastante acertada. Porque se você termina um relacionamento porque o fulano tem aquele defeito, tem que estar ciente de que vai arranjar outro fulano com outros defeitos. E que podem ser, inclusive, até piores.

Mas é isso, temos que pensar o que não toleramos de jeito nenhum. Por exemplo, eu tenho alguns que considero bem difíceis de engolir.


O primeiro são os erros de português. Sofro mesmo de desilusão ortográfico-amorosa. Tem errinhos que dá para passar, qualquer um comete, às vezes porque se confundiu ou esqueceu na hora. Não é preciso ser um ás na concordância verbal, ou um Professor Pasquale da vida. Mas perco o interesse mesmo se ouço ou vejo um “seje”, “menas”, “a gente vamos”, “pesso”, “concerteza”, “derrepente”, “menssagem”. Até o corretor ortográfico estava brigando comigo para escrever isso agora, o que dirá meu ouvido! Posso até estar sendo crítica demais, mas não consigo!

Um grande defeito também é ser grosso, ou esquentadinho. Não gosto de confusão e muito menos de ter que apartá-la. E também quero ser bem tratada (quem não quer, não é?). Não custa nada ser gentil e atencioso. É ótimo perceber que a pessoa está pensando em você e se importa com você.

Outra coisa difícil para mim, e que se torna um defeito, é ter alguém que não goste de sair. Um dos pontos principais de um relacionamento, para mim, é ter companhia. E se a pessoa não for me acompanhar, qual a ideia?

Ser fútil, não saber conversar sobre coisas diferentes também me irrita bastante. Ou ser intransigente – eu penso assim e pronto – me revira o estômago.

Mas enfim, existem várias coisas que eu poderia listar como inaceitáveis para mim. E tenho certeza que cada um tem as suas. Todo mundo tem que pensar sobre isso: o que eu tolero ou não nas pessoas ao meu redor. Não de uma forma arrogante, do tipo nem me misturo com gente que não é do jeito que eu quero. Mas para ter noção daquilo que aceitará ou não em sua vida.

Isso muda tudo nos relacionamentos e te faz ser mais assertivo. Até para atrair pessoas que tenham mais a ver com você. Acho que dentro do tolerável a gente pode flexibilizar, pode relevar, pode inclusive aceitar e ceder. Mas se começarmos a fazer isso com o que é intolerável, corremos o risco de perder quem nós somos. E acabar aceitando em nossas vidas atitudes e pessoas que nos fazem mal e nos limitam.

Saber o que se deseja às vezes é bem complicado porque a vida tem mil e uma possibilidades. Nem sempre aquilo que a princípio poderia ser um defeito para mim realmente incomoda. Mas saber o que não se quer em alguém, de jeito nenhum, é extremamente importante!

abacaxiNão sei… Em um exemplo bem tosco seria mais ou menos assim: eu nunca fui muito fã de abacaxi. Mas um dia me deram um pedaço de uma torta de abacaxi com coco que eu simplesmente amei! E hoje em dia, mesmo não sendo minha fruta predileta, eu perdi o preconceito com ela e como sem medo de ser feliz. Mas pequi… eu, de verdade, sou intolerante. Com o cheiro, o sabor, e qualquer de seus derivados. Não como mesmo. De jeito nenhum. pequiExemplo bobo, eu sei. Mas é importante discernir aquilo que não toleramos mesmo, daquilo que apenas temos um pré-conceito ou até uma cisma.

Tirando realmente aqueles que não descem, ter defeitos nunca foi um grande problema porque todo mundo tem. Como ouvi certa vez: “E daí que o cara não é o Brad Pitt? Você também não é a Angelina Jolie!” Talvez seja ainda mais importante aprender a lidar e a contornar nossos próprios defeitos, e assim atrair pessoas que se enquadram mais no que você espera.

Mas a gente não leva a vida tão no racional. E nem consegue andar por ai analisando: “esse faz isso que eu gosto, aquele tem esse defeito…” A gente vive muito mais de feeling e da tão famosa química, que quando bate, bate e a gente começa a nem ver mais certos defeitos.

No fim das contas, inaceitável mesmo é estar com alguém que não te faz melhor, que não te faz crescer, que não supre suas necessidades e ainda aceitar ser infeliz para estar com ela. Fora isso, o importante mesmo é saber quem você é e amar-se cada vez mais. Porque assim, você não vai permitir que ninguém te dê menos daquilo que você sabe que merece.

Saber isso, não é garantia de felicidade, mas quanto mais se conhece a si mesmo e ao outro, mais fácil fica decidir por alguém e ser sincero em sua entrega a ele.

Como uma frase linda que eu vi: “Admira-se uma pessoa por suas qualidades, mas só se ama de verdade por seus defeitos.”

Uma ideia sobre “Isso é inaceitável!!

  1. É, “derrepente” é difícil de ler mesmooooo! Dói na alma!!! kkkkkkkkk Tenho uma teoria, quando os defeitos incomodam muito é porque não é a pessoa certa…..Pelo menos, comigo foi assim. Quando encontrei, os defeitos estavam ali e eu sabia, mas não me incomodavam tanto…..=)

Deixe uma resposta