Vamos nos conhecer melhor?

74 Flares Twitter 1 Facebook 73 Google+ 0 Email -- 74 Flares ×

Seguindo essa onda de pôr as ideias e palavras para fora. De dizer o que deveria e libertar seus sentimentos. Eu pensei em situações corriqueiras da vida. E uma coisa em particular tem acontecido bastante. Não só comigo, mas acredito que com a maioria dos viventes.

O mundo está totalmente tecnológico. As coisas andam depressa. Você compra o celular de última geração e no mês seguinte eles lançam o novo modelo e o seu fica desvalorizado. As informações correm velozmente à nossa frente. Até difícil acompanhar. São histórias novas, memes, músicas, filmes, propagandas. É tanta coisa que eu, quase sempre, me sinto totalmente desconectada. Me sinto, muitas vezes, com pressa e não sei nem de quê!Conhecer

Eu já tenho achado até demais essa velocidade. Eu gostava quando a gente esperava voltar do verão na praia para poder mostrar para os amigos as novas músicas. Mas agora, nem dá tempo. A música mal saiu e todo mundo já canta, dança e aparecem novas versões dela.

O problema é quando se trata de conhecer alguém. Cada nova pessoa que eu conheço, eu me sinto no Facebook. O cara espera que a minha vida, qualidades e defeitos passem na minha linha tempo para ele só acompanhar e curtir. E, como as coisas não acontecem rápido assim, o interesse não se mantém por muito tempo.

E conhecer leva tempo. E isso a gente não tem mais. O tempo ficou completamente relativo. E por isso as pessoas tem pressa em se relacionar. Em uma semana, você conhece, ama, jura amor eterno e depois dispensa. “Está rápido demais, não dá para ir com tanta pressa”.  E o mais interessante nisso tudo é que a pessoa, normalmente, não entende a sua cara de “não entendi nada”. Tudo isso porque você mal teve tempo de mostrar quem você é.

Então resolvi entrar na moda (viu, como sou conectada?) e fazer uma lista. Uma lista em primeira pessoa, mas tentando traduzir as reclamações, principalmente femininas, que eu escuto por aí. E talvez facilitem as coisas para os mais apressados. Claro que várias vezes fazemos exatamente aquilo que condenamos. Mas ter consciência das nossas ações e suas consequências no outro pode mudar muita coisa. Quem se sentir identificado pode curtir. E quem não concordar para isso existem os comentários.

10 coisas importantes de saber ao conhecer alguém:pensar 2

  1. Se eu pareço empolgada com você, provavelmente é isso mesmo. Estou empolgada porque está legal te conhecer. Isso não quer dizer que eu esteja loucamente apaixonada por você, já te amo e quero casar. Portanto, não tenha medo. Isso só quer dizer que você é uma pessoa legal e atende às minhas expectativas.
  2. Se a intenção é apenas ficar uma noite e não um relacionamento, deixe isso claro desde o início. Fica mais fácil de decidir se quero ou não. E poupa tempo para os dois.
  3. Se você não me mandar uma mensagem ou me ligar isso não é crime nenhum. Não há nenhum problema nisso. Mas não diga que vai ligar e depois não ligue. Porque se você faz isso está pedindo para ser cobrado depois. Ou seja, não prometa o que você não tem intenção de cumprir.
  4. Se você não quer de verdade me conhecer, nem comece a fazê-lo. Isso só daria uma falsa impressão de que você está interessado. Portanto, somente peça meu telefone ou dê o seu se houver real interesse. No mais, não é isso que vai me fazer te querer ou deixar de querer.
  5. Tente manter contato de forma mais pessoal do que apenas pelo Facebook ou WhatsApp. Ainda que isso facilite e muito a comunicação, você só conhece alguém de verdade olhando nos olhos e vendo a reação da pessoa.
  6. Seja sincero. Seja você mesmo e não alguém que você gostaria de ser. Acredite, descobrir quem você é de verdade no futuro, quando já se está envolvido, é muito doloroso e dá muito trabalho. Portanto, se quem você é não agradar, não quer dizer que você não seja bom o suficiente. Somente quer dizer que você não é o que eu quero. Talvez outras mil queiram.
  7. Verdadeiramente eu não estou interessada em quanto dinheiro você tem. Mas no que você faz com ele. Isso diz muito mais de quem você é. Não precisa contar vantagem, mas me fale de como você está contribuindo para o mundo ser um lugar melhor.
  8. Me faça rir. E de preferência muito. Não tem nada mais atraente do que alguém leve e divertido. E converse. Bastante. Converse muito. Pergunte. Responda. Conte histórias. Abra-se ao outro. E descubra quem esse outro é. Não precisa se expor de cara, mas é bom derrubar barreiras.
  9. Não me ame rápido demais. E nem queira apressar as coisas. Tudo que vem fácil, vai fácil. E rapidez não combina necessariamente com durabilidade e profundidade. E se você vem com muita ânsia de mostrar que gosta de mim, só vai me fazer ficar com o pé atrás. Porque o gostar de verdade não precisa ser mostrado a todo custo, aparece mesmo quando se tenta esconder. E além do mais,  fica difícil relaxar desse jeito.
  10. Por fim, se você tem medo de se envolver, eu também tenho. Todo mundo tem. Conhecer alguém legal é roleta russa, a gente nunca sabe se encontrou de verdade. Então, deixar as coisas fluírem, sem pressa, sem achismo, sem conclusões precipitadas, é sempre a melhor opção. O tempo quase sempre traz as respostas e as confirmações necessárias. A única coisa que precisa ser feita é deixá-lo correr.

Uma ideia sobre “Vamos nos conhecer melhor?

Deixe uma resposta