Questão de desapego

77 Flares Twitter 1 Facebook 76 Google+ 0 Email -- 77 Flares ×

desapego 3Já falei aqui, outras vezes, como ser solteiro hoje em dia é um desafio. Existe muita cobrança e especulação. As pessoas querem achar um culpado para o “problema”, e querem a todo custo que você encontre alguém. E como é difícil desapegar dessa pressão.

E pode acontecer de você começar a ficar neurótica(o) pelo fato de estar sozinha(o). E começa a achar que você está fazendo algo de errado. E a especular também… Sei lá, talvez você não seja isso tudo que pensa. Ou o problema é do outro que não se compromete ou não vale nada. Ou vai ver está faltando gente interessante no mundo. Ou você está procurando no lugar errado. Ou tem dedo podre mesmo. Enfim, muitas teorias para justificar o fato de que você está solteira(o).

A verdade é que a maioria de nós, solteiros, quer ter um relacionamento. Queremos encontrar alguém para compartilhar a vida, formar uma família. E o caminho de encontrar esse alguém, muitas vezes é difícil e sinuoso. E às vezes, isso se torna fator de frustração e infelicidade.

E embarcamos em uma jornada dura: encontrar o “problema” para resolver a questão. Porque a ideia é que quando eu estiver melhor, certamente encontrarei essa pessoa especial. E os dias passam, e nada acontece. Entra gente e sai gente da sua vida e isso só te desanima. E começa a aparecer o medo da solidão. E a esperança se esvai. E a melancolia chega. Ainda que você esteja vivendo normalmente e nem pareça que está sentindo tudo isso. Até porque muitas vezes nem você consegue dar nomes assim ao que está sentindo. Só sente aquela insatisfação, aquela vontade de ter alguém.

Porque isso? Eu sou legal, faço coisas legais, não dependo de ninguém, tenho meu trabalho, tenho planos, projetos. Tudo. E mesmo assim nada acontece.

Quase inevitável se sentir sozinho(a). E aumenta a sensação de que quando eu encontrar “a pessoa”, aí sim serei feliz.

Acontece que ter alguém se tornou lugar concreto. A meta não é mais algo que te acrescenta felicidade. Ela é a própria felicidade! E aí, como ser feliz hoje, do meu jeito, no lugar que estou e na situação em que me encontro? Quase impossível. Porque só poderei ser feliz quando alcançar a meta.

E ninguém é tão espetacular assim. Não a ponto de ser dono de toda a sua felicidade. É muita pressão para um simples humano. Até porque quando esse “alguém” aparecer não vai ser um espetáculo. Vai ser somente uma pessoa bacana que vem complementar a sua vida. Mas a sua expectativa estará tão alta que qualquer um vai parecer pouco. E vai dar sempre aquela sensação de “faltando algo”.

Muita gente fala: “enquanto você estiver querendo muito não vai encontrar ninguém. Quando menos se espera a pessoa aparece.” Concordo parcialmente.

desapegoÉ aqui que entra o desapego. Desapegar, nesse caso, não é parar de querer ter alguém. Porque sinceramente isso é quase impossível. É desapegar do resultado. É desapegar da ideia de que encontrar alguém é a solução dos seus problemas. É desapegar da ideia de que sua felicidade está em algum lugar, junto com alguém que você não conhece, esperando por você. A felicidade não é um lugar concreto, mas um caminho. Ser feliz é aproveitar esse caminho e não a conquista das coisas. Aprender a se desapegar da chegada para curtir o caminho.

E assim se muda o foco. Tudo no meu dia se transforma em pequenos focos de felicidade. E eu preciso aprender a curtir cada um deles. E não atrelo minha felicidade à conquista final. Como se só pudesse ser feliz quando estiver com alguém.

Se a pessoa especial aparecer, ótimo! Você terá uma vida repleta de coisas bacanas e muita felicidade para compartilhar. Se não aparecer, você continuará com essa mesma vida maravilhosa.

Como disse um amigo meu, o desapego é com o resultado. Faça um projeto, se programe e planeje. Mas não passe a levar sua vida como se o resultado fosse necessário para sua felicidade. Se você fica entusiasmado demais com o resultado, pode ser infeliz agora, para ser feliz só com ele. E aí gera expectativa e frustração.

E é isso mesmo! Vamos ser feliz agora. Vamos aprender a sentir prazer em ser quem somos e ter o que temos. As metas são metas. Alcançá-las será ainda melhor se aproveitamos todo o caminho até elas.