Não é não

24 Flares Twitter 1 Facebook 23 Google+ 0 Email -- 24 Flares ×

naoEstava pensando em uma frase que tem feito cada dia mais sentido pra mim. “Que seu sim seja sim, e que seu não seja não”. Ainda que pareça simples e bonito, não é nada fácil.

Vivemos em uma sociedade onde o “não” tem perdido a força. Não se pode frustrar as crianças com o “não”. Se alguém te pede um favor ou te convida a fazer algo, você não pode responder que não. A resposta é sempre “talvez”, “vou ver”, “se der eu faço”. Nunca somos realmente sinceros. Nunca dizemos não. Parece grosseiro. Parece rude. O que o outro vai pensar? E se as pessoas ficarem com raiva da resposta?

E com isso perdemos uma parte importante da nossa sinceridade e dos nossos limites. E por isso muitas vezes nos violentamos. Fazemos coisas que não podemos. Vamos a lugares que não queremos. E damos mil desculpas de tudo. É um círculo vicioso.

E muitas vezes não sabemos negar porque temos medo de sermos rejeitados ou de magoar as pessoas. Como dizer não para pessoas que considero? Como recusar um favor? Como não ajudar alguém? Como não estar presente quando alguém precisa?

Talvez seja medo de compromisso. Porque o sim e o não comprometem. Quando você fala um ou o outro, você está se abrindo a possibilidade de fazer alguma coisa ou de deixar algo. E isso cria um compromisso. E você pode ser cobrado por isso. E você eventualmente poderá ter que explicar sua decisão.

Mas o “talvez”, “vou ver”, “se der”, ‘’pode ser”, não compromete. Porque quando alguém perguntar porque você não fez, a resposta é simples: “nunca disse que ia fazer, eu disse que ia ver se dava.” E ficamos livres. Supostamente livres do compromisso. Mas também nos livramos dos vínculos, nos livramos da possibilidade de fazer a diferença, de marcar vidas, de estabelecer limites.

mulher-diga-naoPorque foi isso que eu aprendi do “não”. Ele estabelece limites. Ele marca seu território. Mostra quem você é e o que você busca. E até onde você está disposto a ir. Mostra aquilo que você preza. Mostra que ter consideração por alguém não é estar presente sempre, mas é estar inteiro quando estiverem juntos. Mostra que não adianta fazer por fazer, ou fazer sem querer fazer. É melhor fazer só uma coisa bem feita. E assim ser a diferença.

Eu estava assistindo o Programa Eleitoral na televisão, meu mais novo hobby. E eu pensava muito nisso. Já observou que nenhum candidato diz  não? Nenhum candidato nega nada. Tudo eles são capazes de fazer. Estarão em todos os lugares, cuidando de todas as necessidades. E quando alguém pergunta algo que ele ainda não prometeu, nem se titubeia. A resposta é sempre uma possibilidade, nunca uma decisão: “pode ser”, “vamos ver”, “é um desafio”. Mas nunca um compromisso. E quando se comprometem, nunca cumprem.

E nós, aprendemos ao longo do tempo, a metáfora da expressão “promessa de político”. Alguém se convence sobre o que os candidatos estão falando? Sabemos que nada daquilo é real. Nem nos esforçamos mais em acreditar. Total ausência do “não”. Afinal, ninguém quer ouvir de um político que tal situação não poderá ser resolvida em quatro anos, não é mesmo? Mas não seria, talvez, mais sincero? Mais plausível do que acreditar em um super homem que vai nos salvar de todas as mazelas da sociedade?campanhaleitoral2

O problema da negação é que geralmente ela fica associada à pessoa e não à ação. Quando alguém diz que não pode fazer algo ou ir em algum lugar, o que normalmente se pensa é: não sei o que eu fiz para essa pessoa não querer fazer isso para mim. Será que ela não me considera? Mas na verdade o que está sendo dito é: independente do que eu sinto por você, essa coisa eu não posso fazer, por esses motivos.

É como no exemplo eleitoral acima, o fato de um político, sério e comprometido – ainda que seja difícil encontrar, eles existem – não poder resolver todo o problema da educação em quatro anos, não quer dizer que ele não se importe com a educação. Talvez ele simplesmente não tenha como resolver tudo em tempo curto, ou as ações tomadas ainda não sejam suficientes para resolver a complexidade do problema.

Enfim, nem sempre meus exemplos são os melhores, porém o que eu quero dizer é que o fato de alguém me negar algo, muitas vezes é mais sincero e cheio de carinho verdadeiro, do que aqueles que nunca me dizem não.

Afinal, “quando você aprende a dizer não, o seu sim fica muito mais poderoso.”

Deixe uma resposta