Arquivos

E vou vivendo

Faz tempo que não escrevo aqui no Blog. E sinto muita falta de escrever. Mas 2015 foi um ano bem diferente na minha vida. Não que eu estivesse muito atarefada e não pudesse escrever, mas aconteceram tantas coisas que eu precisei me retirar um pouco para respirar e pensar a respeito. A vontade de escrever estava lá, mas era tanto assunto que estava difícil organizar as ideias.Jornada

Eu vivo dizendo aqui no Blog que a vida é um eterno aprendizado. E é isso que faz a diferença, o quanto aprendemos de tudo que vivemos. E o quanto me disponho a aprender também, com tudo e com todos ao meu redor.

Eu li uma vez, já não lembro a fonte para falar a verdade, que a vida é cíclica Leia mais

Sapatos, pés e outras escolhas mais

sapatospésEsse fim de semana eu me lembrei da minha avó e dos conselhos engraçados que ela nos dava. Lembro que uma vez eu estava chateada por causa de um término de relacionamento. Ela, querendo me consolar e animar, veio até meu quarto e disse: “não se preocupe, sempre tem sapato velho para pé inchado”.

Impossível continuar triste depois disso. Eu desatei a rir e só pedi para que ela me esclarecesse se eu era o sapato velho ou o pé inchado.

Mas não posso deixar de concordar com ela. Leia mais

Dois ou um? Dois em um!

Esse fim de semana, eu fiquei admirada em como colocamos no outro a expectativa da nossa felicidade. E o quanto isso pode ser um peso e assustar quem está ao nosso lado.carência 1

Todo relacionamento busca a felicidade dos envolvidos. Seja ele qual for. E é para isso que nos relacionamos. De outra forma não faria sentido me esforçar, ceder, perdoar, lutar e querer. Mas eu entendo que a felicidade se busca no relacionamento e não no outro. Leia mais

Eu mereço mais

amor merecido Ultimamente o Facebook tem sido fonte de muitas frases inspiradoras para mim. Essa manhã eu li uma que me chamou bastante atenção: “nós aceitamos o amor que achamos que merecemos”.

Primeiro essa frase me incomodou muito. Como assim eu acho que mereço as doideiras e situações bizarras que eu já passei? Mas depois, refletindo um pouco mais a fundo, tudo fez sentido. E eu só fui capaz de concordar. Leia mais

Teoria dos Conjuntos

Minhas amigas e eu tínhamos uma mania divertida quando estávamos juntas. Criávamos teorias para explicar um monte de coisas que queríamos dizer. Algumas eram bem engraçadas, e outras se transformavam em analogias quase que perfeitas.

Uma dessas teorias que me acompanha até hoje é a teoria dos conjuntos. Essa mesmo, a da matemática. Não estávamos tentando encontrar novas fórmulas, nem ganhar o Prêmio Nobel. união Às vezes só queríamos aplacar certas dúvidas e criar algumas certezas.

A teoria é mais ou menos assim: cada um de nós é um conjunto que contém certas características específicas. Nesse caso aqui, para exemplificar melhor – e ficar mais matemático – chamaremos essas características de A B C D. Logo, meu conjunto é formado por essas singularidades. Leia mais